Coren-AL realiza palestras sobre o código de ética em unidades de saúde

Ação faz parte das iniciativas em comemoração ao dia da enfermagem

Em comemoração ao dia da Enfermagem, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) realizou, na última sexta-feira (13), palestras nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Tabuleiro e Jacintinho, além do Hospital IB Gatto, em Rio Largo, e na Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Lagoa da Canoa. O assunto das apresentações foi o código de ética dos profissionais da categoria.


O primeiro evento do dia foi na SMS do município de Lagoa da Canoa, localizada na região central do Estado. O presidente do conselho, Renné Costa, esteve presente e ministrou uma apresentação sobre os desafios da enfermagem e o conselho de classe como emancipador da profissão enfermeiro.


“O mês de maio é um mês muito importante para a Enfermagem. Esses encontros em comemoração a nossa profissão são importantes para fortalecer a categoria, discutir as suas dificuldades, seus anseios e projetar um futuro ainda melhor”, salienta o presidente do órgão, Renné Costa.


Durante a manhã, o conselheiro Alexandre de Souza e o coordenador de fiscalização do Coren-AL, Weslley Feitoza, estiveram na UPA Galba Novaes de Castro, no bairro Tabuleiro dos Martins, e o conselheiro Esvaldo Silva esteve na UPA Dr. Ismar Gatto, localizada no bairro Jacintinho. Ambos fizeram uma palestra e bateram um papo com os profissionais de enfermagem das unidades.


“A semana de enfermagem nos traz muitas reflexões, em especial, o nosso cuidado que é prestado para com os nossos pacientes da unidade. Agradecemos ao Coren-AL por ter nos feito refletir a forma que atuamos diariamente com nossos pacientes, na forma que prestamos os nossos serviços e o cuidar de uma forma integral, com empatia e amor na humanidade”, enfatiza o membro da Comissão de Ética da UPA Jacintinho, Ronald Seixas.


Já na parte da tarde, o conselheiro Esvaldo Silva fez uma visita ao Hospital Geral Ib Gatto Falcão (HOSPIGAF), no município de Rio Largo. “Falamos de violência, das prerrogativas legais do conselho, enfatizando as ações e os deveres da enfermagem em Alagoas”, reforçou o conselheiro Esvaldo Silva.




2 visualizações0 comentário